Oficina personaliza motos Cafe Racer

Carros & Motos - 8 de julho de 2016
Bendita Macchina

As motos de estilo Cafe Racer estão na moda no Brasil. Em sintonia com essa tendência, a Bendita Macchina, no bairro do Ipiranga, na zona sul, prepara há um ano os chamados modelos CR. Os modelos são feitos pela oficina, principalmente, a partir de motocicletas de baixa cilindrada de Honda e Yamaha.

As bases preferidas são a CG 125, de anos variados, e a XT 225, geralmente de 1998. Com programação de entregar uma moto por mês desde que começou a funcionar, no dia 1º de setembro de 2013, a Bendita Macchina agora promete expandir a capacidade: fará quatro unidades a cada 30 dias. “A gente quer imprimir arte sobre rodas, fazer coisas diferentes, mas que se enquadrem no nosso estilo. Essa é a graça do negócio”, afirma um dos sócios, Rodrigo Marcondes.

Criadas por volta da década de 60, na Inglaterra, as motos Cafe Racer eram modificadas por jovens aspirantes a piloto que travavam pegas entre um café e outro. Cheias de estilo, eram personalizadas e tinham guidom baixo e curto, além de pedaleira recuada, para proporcionar uma posição de pilotagem mais esportiva.

Nos modelo da Bendita Macchina, em especial nas CG, o estilo é mais livre, para não prejudicar a condução. “São motos cujo foco é desfilar em trajetos curtos”, diz Marcondes.

Aceleramos duas motos da marca, a CG Errejota e a XT Jeremias. Com chassis e motores preservados, elas mantêm a docilidade impregnada pela engenharia japonesa em seus projetos originais. Mas o estilo diferenciado (nenhuma moto sai igual da oficina) chama atenção. Há esmero nos detalhes, como o nome da marca gravado nas manoplas e o assento costurado à mão. As motos têm um ano de garantia e a primeira revisão é grátis. Como cada modelo é personalizado de acordo com o gosto do freguês, não há tabela ou preço sugerido.

moto-henrique-2-670

moto-henrique-6-670

moto-henrique-3-670

moto-henrique-4-670

moto-henrique-5-670

admin

Receba carros antigos e novidades no seu email.