Importação de carros clássicos: sonho ou realidade?

News - 16 de abril de 2015

Manoel, um apaixonado por carros, em uma de suas noites de insônia achou o tão sonhado Porsche 911 T Coupe 1971. O carro tinha o ano do seu nascimento, remetia a sua juventude e lhe trazia boas lembranças. Navegando no Ebay, lá estava ele, laranja  com interior preto! Num fácil click, acabara de comprar.

Certo de que a importação do carro seria tão simples como importar um jogo de juntas de motor, na manhã seguinte ligou para o despachante que importava autopeças para sua tradicional importadora e confiou que logo o receberia. Porém, quatro meses se passaram e nada do seu tão sonhado brinquedo chegar a sua garagem!

Neste período, Manoel fez várias ligações para o seu despachante e sempre era informado de que o processo estava quase pronto e o carro já iria embarcar. Mas nunca forneciam datas precisas, apenas pediam para aguardar.

1970 Porsche 911 T

Desiludido, comentou o ocorrido com um amigo colecionador de carros antigos e este lhe indicou o Murillo. Como confiava nas indicações de seu amigo decidiu ligar para o número informado e tirar algumas dúvidas sobre o processo do seu veículo.

Depois de uma breve análise, constatou que o seu processo tinha graves falhas e se o carro embarcasse teria grandes chances de receber multas e até ser apreendido. Manoel não estava disposto a abrir mão daquele clássico, então contou com a ajuda de Murillo, que lhe passou as orientações necessárias sobre o processo de importação e contribuiu para a recuperação do carro, que já estava quase dado como perdido.

1970 Porsche 911 T

Manoel não imaginava que esse processo fosse tão complicado e burocrático! Então ele foi informado que em nossa legislação só é permitido importar veículos com mais de trinta anos e que estejam em condições de rodagem. Além disso, ficou sabendo que não podem ser importados carros que não sejam originais e que tenham sido modificados, como por exemplo Hot Rods, carros de arrancada, réplicas etc.

O Porsche tinha mais de trinta anos e estava em ótimo estado. A princípio, ele havia pensado em trazer um carro para restaurar, mas já tinha restaurado um clássico anteriormente no Brasil e sofrido com o longo processo de restauração, sendo assim não queria passar por essa experiência novamente. Isso porque os bons profissionais estão cada vez mais difíceis e caros e ainda existe o transtorno de ter que importar peças. O Porsche estava em boas condições mecânicas, mas como Manoel era uma pessoa muito perfeccionista, optou por fazer uma revisão na parte mecânica do carro em uma oficina especializada nos USA, orientado por Murillo.

1970 Porsche 911 T

Após a revisão mecânica, foi necessário resolver a questão financeira. Manoel havia dado uma entrada em dinheiro e parcelado a diferença no cartão de crédito, mas estava tendo problemas por causa disso. Ele precisaria fazer um fechamento de câmbio oficial e em paralelo tirar várias licenças e emitir uma fatura (Invoice) antes de embarcar o veículo. Somente depois de tudo deferido o carro poderia ser embarcado.

Massive Container Freighter Ship MSC in the Santa Barbara Channe

Manoel estava ansioso por recebê-lo, entretanto precisou aguardar mais um pouco, visto que existe um prazo de 18 a 60 dias para o veículo chegar ao seu novo dono, dependendo da origem e destino (o processo completo, de compra, transporte, desembaraço aduaneiro e licenciamento do carro, leva em média 120 dias).

Quando o Porsche chegou ao Brasil, Manoel precisou pagar os impostos e as despesas portuárias. Mas dessa vez não foi pego de surpresa, pois estava recebendo o acompanhamento e as orientações de alguém que conhecia do assunto e lhe mantinha a par de todo o passo a passo da importação. Então ele já sabia que precisaria arcar com os gastos portuários, que poderiam ser de duas a quatro vezes o valor do veículo (os gastos dependem do preço do carro: quanto mais caro, mais barato para importar, pois existem várias despesas fixas, como frete, licenças, entre outras, que são as mesmas para um carro de U$ 1.000,00 ou de U$ 100.000,00).

Ao se encontrar frente a frente com o esperado Porsche 911 T Coupe 1971 Manoel já estava explodindo de felicidade! Faltava apenas mais uma etapa para finalmente girar a chave e curtir o seu novo carro antigo: fazer o cadastramento de chassi e motor e esperar as placas (geralmente esse último processo demora de 20 a 60 dias).

1970 Porsche 911 T

Resolvidas as questões burocráticas, enfim chegou o grande dia! Manoel entrou no carro e colocou a chave na ignição. Após girá-la, ouvir o som do motor e sentir o carro funcionando passou um filme em sua mente. Seu coração batia forte! Era a memória de sua juventude que o revigorava e falava alto ao seu coração com a chegada daquele carro em sua vida.

Manoel teve um sonho, acreditou que isso seria possível, mas percorreu um longo caminho enquanto tentava realizá-lo sozinho. Atualmente existem muitos apaixonados por carros que vivem histórias semelhantes a essa, portanto, se você, assim como o Manoel, precisa de ajuda para construir o seu final feliz, entre em contato! Será um prazer esclarecer as suas dúvidas e ajudá-lo na realização deste sonho.

Entre em contato

Murillo Cerchiari

Hoje trabalho com o que eu mais gosto e me dedico inteiramente a realizar sonhos desses apaixonados por carros clássicos.

Receba carros antigos e novidades no seu email.